Devaneios

Mesquinharia

Saí de casa achando que a minha vida é péssima. Deixa eu explicar, um ônibus bateu no meu carro na quarta-feira, amassou pra caramba e eu não tenho seguro. Estou esperando a boa vontade da empresa de transportes pagar o conserto. Enfim, estou sem carro e tive que acordar cedo para pegar o ônibus para ir trabalhar. Ontem à noite ainda briguei com o meu namorado e estou bem chateada.

Quando estava chegando perto do meu trabalho dei de cara com a minha tia, até assustei. Parei para conversar. O que ela estava fazendo ali às 8h20 da manhã? Papo vai, papo vem e ela me contou que tinha ido para uma entrevista de emprego. Claro, eu havia esquecido! Uma colega minha do trabalho estava precisando de uma ajudante em casa e me pediu indicação. Lembrei na hora da minha tia que está desempregada e tem dois filhos para sustentar sozinha.(Ela e mais 12 milhões de pessoas estão sem emprego nesse exato momento). Enfim, perguntei como tinha sido a entrevista e ela me disse toda feliz “Começo na segunda-feira”. O salário é baixo e é pra fazer milhares de coisas, mas mesmo assim ela estava feliz.

Parei para me questionar sobre os meus problemas e percebi que não são nada. Estou sendo mesquinha enquanto milhões de pessoas não dormem à noite por não ter como alimentar seus filhos, ou porque estão com uma doença grave e não têm como pagar pelo tratamento.Precisamos deixar de olhar para os próprios umbigos e achar que as nossas chateações são grande problemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.